Fundação tem novo presidente

A Fundação José Fernandes de Araújo, depois de 37 anos tendo como presidente o seu fundador, Cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo, tem agora um novo presidente: professor Emerson de Almeida, da Fundação Dom Cabral, que sucede Dom Serafim. O cardeal permanece na Fundação, agora, como seu Presidente Honorário.

A posse do Prof. Emerson de Almeida representa a continuidade da missão da instituição, com a mesma inspiração que a conduziu ao longo desses 37anos, uma vez que, na condição de co-fundador da Fundação Dom Cabral – ao lado de Dom Serafim – e apoiador da FJFA desde os seus primórdios, Prof. Emerson incorpora os mesmos ideais que sempre nortearam seu idealizador. Importante destacar que a Fundação Dom Cabral tem sido a principal parceira da FJFA ao longo desses anos.

Emerson de Almeida é o atual presidente da Diretoria Estatutária da Fundação Dom Cabral, tendo sido seu principal dirigente desde a sua criação, em 1976, até 2012, quando assumiu a Presidência da Diretoria Estatutária.

 

Começou sua carreira profissional como jornalista, tendo atuado como repórter em jornais e televisão. É formado em Economia pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais. Fez pós-graduação no Institut Français de Presse – (1971), instituição associada à Université de Paris e no “Institut d’Études de Development Economique et Social” na França – (1972).

 

Durante sua gestão, a FDC foi classificada, em 2005, como a 5ª melhor escola de negócios do mundo, segundo o ranking de educação executiva do Financial Times e a melhor escola da América Latina, segundo classificação da revista América Economia.

 

É membro do Conselho da EFMD (European Foundation for Management Development) para as Américas. Em diversas ocasiões, foi distinguido com o título de líder empresarial e recebeu diversas condecorações. Na área social, criou o Instituto Cultural Inhoré, localizado em Jaboticatubas/Capão Grosso, em Minas Gerais. A organização social desenvolve atividades artístico-culturais como meio para promover a cidadania, a redução das desigualdades sociais e o desenvolvimento humano, educacional e socioeconômico da população local.

Dom e Prof